GUIA DEFINITIVO DO DESODORANTE EM PEDRA

Procurar uma alternativa saudável ao desodorante tradicional não é fácil - procurar informações não precisa ser difícil! Neste guia, reunimos tudo que você precisa saber sobre o desodorante em pedra: benefícios, como surgiu, como usar e dicas para a transição!

GUIA DEFINITIVO DO DESODORANTE EM PEDRA

Tudo que você precisa saber antes de começar a usar

Durante o dia a dia, nosso corpo realiza muitas funções que, muitas vezes, passam despercebidas: transpiramos, digerimos os alimentos, percebemos cada sabor, textura e mudança de temperatura. Cada uma dessas funções é uma coisa natural e necessária para que o corpo funcione como deveria. Mas então, por que tentamos tanto impedir nosso corpo de transpirar? Não é de hoje que o suor é associado com falta de higiene. Desde a antiguidade foram mapeados métodos para impedir essa função natural do corpo de ser mostrada em público, desde desodorantes antitranspirantes até diferentes tecidos e cores para disfarçar as manchinhas de suor. Mas nunca precisamos ter medo do suor: transpirar é uma função essencial do corpo. O suor é responsável por duas coisas muito importantes para o organismo: controle de temperatura e purificação do sangue.

Ao sair pelos poros de nossa pele, ajuda a baixar a temperatura superficial e mantém o corpo em equilíbrio; e além disso, também carrega substâncias indesejadas que, se deixadas na corrente sanguínea, podem causar diversos problemas, incluindo na bexiga, rins e fígado!

Por que desodorante em pedra?

O desodorante em pedra, ou cristal, não é uma novidade: desde a Antiguidade romana, existem registros de pedaços de pedra-ume (alúmen de potássio) sendo utilizados como um método para evitar o odor desagradável do suor. Além de eficiente e comprovado pela história, é um método saudável e natural que permite o funcionamento normal do corpo, sem obstruções!

O que causa o mau cheiro do suor?

Sejamos sinceras: ninguém gosta do mau cheiro do suor, o famoso “cecê”. Mas ao contrário do que se pensa, esse cheiro não é inerente ao suor, e sim das bactérias que habitam na superfície da pele! Como supracitado, o suor é um dos agentes que ajudam na purificação do organismo, carregando para fora substâncias indesejadas. Entre essas substâncias estão proteínas, minerais, gordura e nutrientes que não foram utilizados pelo corpo - e são um prato cheio para as bactérias que habitam na superfície! Ao consumir essas substâncias e realizar seu próprio processo digestivo, as bactérias expelem um odor característico - conhecido como cecê. Sim, o cheiro que associamos ao suor é na verdade “pum” de bactérias!

E onde entra o desodorante em pedra nessa história?

Formado por uma substância chamada “alúmen de potássio”, o desodorante em pedra é inofensivo para o corpo humano, não bloqueando os poros ou obstruindo qualquer passagem do suor durante a aplicação. Porém, é mortal para as bactérias. Ao agir somente sobre as bactérias que habitam a pele da axila, o desodorante em pedra não somente acaba com o cheirinho desagradável, como também permite a livre transpiração! E por ser um produto natural e seguro, pode ser aplicado quantas vezes por dia forem necessárias - sem nenhuma complicação!

Como fazer a transição para o desodorante em pedra?

Por ser um produto natural e que não é antitranspirante, pode levar algum tempo até que seu corpo se acostume com a novidade. Para ajudar na transição, existem coisas simples que você pode fazer: Lavar as roupas com bicarbonato de sódio: isso ajuda a remover os vestígios do desodorante antitranspirante tradicional Reduzir o consumo de carnes vermelhas e gordura: Esses alimentos, quando processados pelo corpo, liberam substâncias que são as favoritas das bactérias - fazendo com que se reproduzam mais rápido e produzam um cheiro muito mais intenso.

Reduzir o consumo também reduz o odor!

Beber muita água: Para diminuir a quantidade de substâncias liberadas com o suor, a melhor técnica é dilui-lo! Além de ajudar a hidratar o corpo e ter benefícios incríveis para a pele. E o mais importante - Resistir à tentação de “dar uma passadinha” do desodorante antitranspirante. Os desodorantes antitranspirantes tradicionais tem esse efeito porque bloqueiam os poros através de moléculas de alumínio, e isso pode gerar complicações de saúde - além de atrasar ainda mais a transição para os desodorantes naturais.

photoSeguindo essas dicas, você pode simplesmente trocar o seu desodorante comum pelo desodorante em cristal, e sentir os efeitos de um corpo mais livre e saudável desde o primeiro

Siga-nos nas nossas redes sociais